Como Iluminar Quadras e Campos Esportivos

Quando se pensa em iluminar quadras e campos de futebol não imagina-se que é necessário prestar atenção em alguns requisitos essenciais, estes precisam ser preenchidos para que a iluminação seja eficiente, não basta somente colocar um refletor ou uma luminária de cada lado do campo.

Existe uma norma que estabelece os níveis mínimos de luminância para ambientes como estes, a NBR 8995-1. Independente do esporte praticado no local, o projeto de iluminação tem que atender a essa norma, além de personalizar a iluminação do local e garantir uma boa visibilidade à noite, já que o olho humano enxerga de forma diferente após o anoitecer.

Também, uma boa quadra ou campo de esportes deve levar em conta a uniformidade da luz, a ausência de ofuscamento, a altura dos postes, um bom nível de fidelidade de cores (IRC maior que 75) e o tom da luz adequado (temperatura de cor 6.500K, ou seja, luz branca).

O vestiário geralmente necessita de uma iluminação de cor branco frio (6.000K ou 6.500K), obtida por lâmpadas tubulares ou painéis LED, e contar com iluminação de destaque nos espelhos.

É Importante a Realização de Manutenção

A definição da tecnologia deve depender da facilidade da manutenção. O LED tem alta durabilidade (50 mil horas), portanto, só precisará de manutenção a longo prazo. Nas tecnologias tradicionais, deve-se levar em conta o custo para troca de lâmpadas e reatores, além da dificuldade logística na frequência da substituição.

São indicados modelos de luminárias para grandes espaços, como o High Bay LED, ou refletores LED.

A lâmpada fluorescente compacta, mesmo a de alta potência, não é indicada. A tecnologia não possui fluxo luminoso suficiente para locais com pé direito alto, como quadras cobertas. Em locais externos, há mais empecilhos: ela deve ter proteção contra chuva, mas não funciona adequadamente em luminárias muito fechadas, pois há o risco de reduzir drasticamente o tempo de vida da lâmpada.