Início » Poluição Luminosa: O LED é Amigo ou Inimigo?

Poluição Luminosa: O LED é Amigo ou Inimigo?

Desde a pré-história o homem tem criado maneiras de adaptar a natureza a fim de facilitar sua vida. Uma das principais “adaptações” foi o domínio do fogo, por exemplo, para melhorar a alimentação, aumentar a proteção e gerar luz durante a noite. Bem mais tarde, com os estudos sobre a energia elétrica e o desenvolvimento de sua aplicação na sociedade, muitos processos foram facilitados, podendo-se obter mais facilidade em diversas ações.

A eletricidade passou a substituir o fogo, tornando a iluminação muito mais eficiente, porém, em meio a tantos benefícios, surgiram também novos obstáculos, como as discussões sobre a eficiência de cada fonte de energia, sua aplicabilidade em cada sistema, os recursos utilizados em sua fabricação, seus limites de uso, dentre outras.

Uma das discussões em ascensão nos últimos anos tem sido a poluição luminosa. Trata-se do excesso de luz elétrica distribuída por todo o território urbano em forma de postes de luz pública, anúncios publicitários e outras formas de iluminação externa.

Você já percebeu que é mais fácil conseguir ver as estrelas no céu durante a noite em campos afastados dos grandes centros urbanos? Isso acontece por causa do ofuscamento, uma das formas de poluição luminosa que interfere na visualização que está além do campo perceptível, de acordo com o alto nível de claridade.

Esse fenômeno é estudado de acordo com o nível de luminância em cada local, ou seja, a intensidade de luz produzida ou refletida por uma superfície luminosa, cuja unidade de medida é a candela por metro quadrado (cd/m²). Sendo assim, quanto maior for a intensidade da luz, maior será o nível de reflexão, tornando os ambientes mais iluminados. Com uma maior iluminação, as noites se tornam mais claras e o céu menos visível.

Esse tipo de poluição dificulta a observação das estrelas durante a noite, mas além disso, o alto nível da claridade pode prejudicar ainda o voo de aves noturnas, como corujas que têm hábitos noturnos e outras aves que migram durante a noite. Até mesmo animais marinhos estão sendo afetados, como as tartarugas que, ao saírem dos ovos na praia, acabam perdendo o caminho até o mar por não conseguirem se guiar corretamente.

O LED é Amigo ou Inimigo?

Muitos artigos sobre iluminação apontam o LED como principal causador da poluição luminosa, uma vez que muitos modelos de lâmpadas antigas estão sendo substituídos por essa tecnologia. As noites realmente têm estado mais claras devido à iluminação pública que ofusca o brilho natural do céu, porém, isso ocorre primordialmente pelas luminárias atualmente instaladas que, no início, não eram necessariamente de LED. O problema, em si, surgiu muito antes do LED.

Nesse campo, o LED possui muitos benefícios, principalmente voltados para sustentabilidade e economia de energia elétrica. Possuem vida útil de até 60% a mais que lâmpadas comuns, sendo assim, o seu descarte ocorre com uma frequência menor, além dos materiais que compõem cada luminária serem recicláveis, diminuindo a quantidade de lixo no planeta.

O LED também é mais saudável, já que não emite raios UVA e UVB que são prejudiciais aos seres vivos e não libera calor, contribuindo para a diminuição do progresso de aquecimento do planeta, afinal, além de lâmpadas frias, elas diminuem a emissão de CO2 por consumirem muito menos energias.

Segundo algumas pesquisas, o gás carbônico (CO2) também tem parte no aumento de poluição luminosa, pois sua presença em grande quantidade na atmosfera reflete a luz no ambiente e é também responsável por muitos outros danos, como o aumento da temperatura do planeta e a acidez dos oceanos.

Os produtos de LED foram desenvolvidos para oferecer soluções inteligentes. Além de alta potência, ótimo rendimento e IRC balanceados, uma luminária de LED têm melhor capacidade de direcionamento de luz, permitindo que apenas pontos mais importantes sejam iluminados (ângulo de 30° a 150°). É possível, por exemplo, direcionar o facho de luz apenas para a via, evitando pontos de iluminação irregulares, diminuindo a poluição luminosa nas residências e trazendo maior segurança para quem trafega na via.

O LED é um produto recente e muitos cientistas e pesquisadores têm trabalhado para desenvolver novas possibilidades para essa tecnologia, como o de controle da intensidade e da cor da luz, de acordo com a necessidade, por exemplo. Essa tecnologia ainda precisa ser muito explorada para que todos os recursos que o LED pode oferecer possam ajudar a diminuir a poluição luminosa do planeta.

Conheça soluções em LED para todos os tipos de necessidades e saiba um pouco mais sobre nossa Luminária Pública!

2018-07-09T14:54:21+00:00By |Novidades|

Sobre o Autor:

A LED Planet é importadora e distribuidora de materiais elétricos. Especialista em lâmpadas LED industriais, comerciais e residenciais. Em nosso Blog, você encontra dicas e muito conteúdo sobre o mundo do LED.

Deixar Um Comentário