Vamos Ver Algumas Curiosidades Que Você Não Imaginava

As lâmpadas LED são, sem dúvida, a melhor criação que o homem moderno já desenvolveu, afinal elas são capazes de repaginar uma decoração por completo, seja de sua casa ou de seu escritório.

Nesse tipo de lâmpada, muito se leva em consideração antes de fechar a compra, como potência, tipo de cor, tonalidade da cor, além do tipo de lâmpada, que pode mudar completamente o projeto que você criou.

Além disso, essas lâmpadas foram criadas pensando no conceito de sustentabilidade, onde somos ensinados a usar de forma racional e responsável todos os recursos.

Esse produto ajuda, por exemplo, na economia de água, algo essencial a um país tropical como o nosso, onde toda nossa energia é gerada via hidroelétrica, reservatórios que costumam sofrer durante o período de estiagem.

Também são instrumento perfeito para quem busca reduzir o valor de sua conta de energia, já que precisam de menor energia para guardar e distribuir o calor.

Agora, você sabia que existem curiosidades envolvendo a qualidade da iluminação? E que dominar esse assunto pode lhe ajudar a brilhar como poucos?

Não? Então esse texto é para você. Aqui vamos contar curiosidades que você nunca imaginou sobre os tipos de lâmpada e sua qualidade de iluminação, assim você pode escolher aquela que melhor se convir.

Sem Queima

Uma lâmpada de LED, ao contrário da fluorescente ou mesmo da incandescente, queima muito menos. Aliás, ela praticamente não queima.

Isso porque esse produto tem vida útil de até 50 mil horas, muito mais do que as 1000 horas de uma lâmpada, com a vantagem de que elas dificilmente queimam.

Esse tempo pode equivaler, pasme, a 10 anos. Essa conta vale, principalmente, para aquelas pessoas que pouco acendem luzes.

Como funcionam com um driver interno conectado a elas, ela poderia queima apenas quando há algum problema associado ao dispositivo.

Também Esquentam

Embora muito se apregoe que elas não esquentam tanto quanto uma lâmpada incandescente, isso não é bem verdade.

O que acontece é que, para produzir a luz que irá iluminar um determinado cômodo, o cristal de diodo presente na lâmpada produz energia, gerando calor.

No entanto, esse calor se dissipa em saídas criadas para tal, dando a sensação de que a lâmpada não esquenta.

Por isso, é importante usar uma lâmpada LED em locais próprios para esse tipo de luminária. Colocar um produto do tipo em luminárias feitas para lâmpadas halógenas ou fluorescentes pode comprometer sua durabilidade.

Isso acontece porque a lâmpada não consegue obter o calor que precisa para funcionar e para de operar em pouco tempo.

Facilidade de Adaptação

Facilidade de Adaptação

Ao contrário do que os críticos acreditam, quando se troca uma lâmpada fluorescente ou incandescente pela LED não é necessário substituir todas as instalações elétricas da casa ou comércio.

Como muitas das lâmpadas vendidas no mercado possuem soquete de rosca, essa substituição pode ser feita de forma muito tranquila, sem a necessidade de grandes adaptações e com total funcionalidade.

Custo-benefício

Uma lâmpada de diodo, como são as de LED, ainda são vistas como produtos muito caros. No entanto, a aquisição delas vale cada centavo investido, porque seus custos são menores.

Não é preciso, por exemplo, substituir a lâmpada com frequência, ela dura muito tempo e ajuda, ainda, a reduzir o valor do custo de energia residencial ou profissional.

Além disso, ela se adapta muito bem a todos os ambientes, tendo alta funcionalidade e durabilidade por mais tempo.

Mantém a Comida Fresca

Que o LED era capaz de reduzir sua conta de energia, isso você já sabe. Agora, consegue imaginar essa lâmpada capaz de reduzir o surgimento de bactérias e fungos em sua comida?

Por mais inusitado que isso possa parecer, é a mais pura verdade. Alguns estudos conduzidos mostraram que ambientes com essas lâmpadas permitem a formação de menos bactérias em alimentos.

Como a lâmpada de LED não emite raios ultravioleta ou calor, ela ajuda a manter a temperatura ambiente do local onde a comida ficou exposta em um nível regular, evitando o crescimento de bactérias nos alimentos.

Por isso, restaurantes e supermercados acabam optando por LED, afinal elas ajudam a preservar as comidas servidas e vendidas ali.

Não Atrai Insetos

Não Atrai Insetos

Um ambiente onde estão instaladas essas lâmpadas não há o surgimento de mosquitos, você sabe por quê? Porque esses animais costumam ser atraídos pelo infravermelho emitido por várias lâmpadas.

Agora, quando você usa esse tipo lâmpada descobre que é possível viver sem atrair mosquitos o tempo todo, fazendo com que você aproveite muito bem o local sem tantos incômodos ou medo de outras doenças.

Diversos Usos

Uma lâmpada de LED é o tipo mais preguiçoso e ao mesmo mais inovador que uma tradicional, seja ela fluorescente ou incandescente. Isso porque ela permite que um mesmo dispositivo tenha diversos usos.

Você pode, por exemplo, utilizar tipos semelhantes desse produto em sua casa, no escritório, na loja, no restaurante, onde mais sua imaginação mandar.

Elas são tão versáteis que se encaixam perfeitamente a projetos de decoração que você tenha criado, dando aquele ar de eficiência e sofisticação a diversos espaços, independente do uso que você fará deles.

Assumem Diferentes Espectros de Luz

Uma lâmpada LED é capaz de assumir milhares de cores que fiquem dentro do espectro RGB (ou seja, vermelho, azul e verde, as cores primárias). Isso graças a sistemas que podem ser ativados por controle remoto, e que criam estilos de iluminação capazes de reinventar e alegrar ambientes.

Aliás, cada espectro de cor traz um efeito diferente às pessoas que frequentem o ambiente que você colocou essa lâmpada. Por exemplo, o branco, que é uma cor que dá a sensação de limpeza e amplitude, fica muito bem em lavanderias ou cozinhas.

Já os locais iluminados em amarelo dão uma sensação de calor e acolhimento. Por isso, essa tonalidade fica ótima em quartos ou salas de descanso. Enquanto isso, o laranja é uma cor que incentiva a comunicação, ficando muito bem na sala de jantar ou de estar.

Por sua vez, o vermelho, sendo um tom muito forte, deve ser usado em locais específicos, pois em excesso desperta irritação. Enquanto isso, o violeta é bastante utilizado em aeronaves, porque tem o poder de relaxar.

Como se trata de um exemplo de paz, o azul vai muito bem em ambientes calmos, enquanto o verde, que remete sempre à esperança, cai como uma luva em jardins, porque realça os tons naturais.

Conservam Energia

Ao contrário das tradicionais e queridinhas de gerações, lâmpadas incandescentes, as lâmpadas LED conservam energia e produzem muito mais luz.

Para que você tenha uma ideia, as incandescentes geram 90% de calor e apenas 10% de luz, enquanto as LEDs respondem por 75% menos energia.  Esse desempenho é destaque também quando comparado com as lâmpadas frias.

Você Não Precisa Aquecer um LED Para Que Ele Funcione

Ao contrário dos tipos mais antigos de lâmpadas, uma LED não precisa que você a aqueça para que ela comece a gerar energia. Nesse tipo de lâmpada basta apertar o interruptor e ela acende.

Essas características torna as lâmpadas de LED uma escolha perfeita para projetos de segurança, porque o equipamento ilumina a área rapidamente, minimizando perigos noturnos, por exemplo.

Não São Tóxicos

Você já ouviu falar que lâmpadas incandescentes e até mesmo as fluorescentes são tóxicas, correto? Quando se trata de LED, isso não acontece.

Essas lâmpadas não possuem mercúrio ou metais pesados. Sua fabricação é tão sustentável que até 98% de tudo o que foi utilizado nela pode ser reciclado.

Por isso, é importante optar pelo descarte consciente e procurar um posto de coleta, para depositar suas lâmpadas corretamente e evitar a contaminação da natureza com algum dos materiais, como plástico ou vidro.

São Impermeáveis

Muitas vezes, os produtos desenvolvidos com a tecnologia LED são impermeáveis, sobretudo aqueles produzidos em fios, o que os torna a melhor opção para decorar áreas externas, como piscinas, sem que a lâmpada se estrague ou ocorra um acidente pela proximidade com a água.

Controle da Intensidade da Luz

Em alguns tipos de LED é possível controlar a intensidade da luz que será irradiada para um ambiente, criando cenários e climas propícios para diversos momentos.

Esse momento é chamado de dimerização e dá total liberdade para que a criatividade de uma pessoa alcance locais nunca antes inimagináveis.

Mitos Envolvendo as Lâmpadas de LED

Mitos ou Verdades

Embora nos tópicos anteriores nós tenhamos contado curiosidades surpreendentes envolvendo as lâmpadas de LED, agora é hora de falarmos sobre os mitos que cercam o tema.

Preço

Um deles é o mito de que os produtos LED são muito caros. No início de sua produção, elas realmente tinham um valor mais alto, mas com o tempo, conforme foram se tornando populares, isso mudou.

Hoje, o preço de uma lâmpada LED é bem menor do que quando foi lançada, mas ainda é um pouco maior do que o cobrado em outros produtos. No entanto, fatores como o desconto na conta de energia e a durabilidade compensam esse valor um pouco maior.

Não Iluminam o Suficiente

Por incrível que pareça, ainda existem pessoas que dizem não comprar lâmpadas de LED por achar que a iluminação não seja suficiente. De fato, nos primórdios de seu uso ele não era bom.

Hoje, graças às constantes pesquisas e aprimoramentos, elas são ótimas para a iluminação, garantindo que os cômodos estejam perfeitamente iluminados, e o melhor, com toda a eficiência que só esse produto é capaz de ter.

Precisa de Adaptador Para o Uso

Outro mito que tem apenas o objetivo de afastar o consumidor do produto, há quem ainda acredite que o LED precisa de um adaptador para que funcione bem.

Isso é em parte verdade. Realmente, existem alguns modelos de lâmpadas que necessitam desse adaptador. Mas aquelas que estão englobadas no modelo E27 não precisam desse recurso.

Como se trata do soquete mais usado nos lares brasileiros, basta que você coloque a lâmpada em seu devido lugar, sem precisar gastar com outro produto que não seja ela.

Faz Mal Para a Visão

Infelizmente, há quem acredite que a luz de LED é capaz de prejudicar a visão de uma pessoa, desenvolvendo problemas ou até mesmo levando à cegueira.

Na verdade, os problemas de visão causados por esse tipo de lâmpada só ocorrem de fato quando o LED não é usado corretamente, por exemplo, expondo os olhos diretamente à fonte da luz.

Mas, calma, essa exposição não seria imediata. Para fazer algum tipo de mal à visão, seria preciso que a pessoa passasse doze horas fixas olhando diretamente para a luz, que precisaria estar a dez centímetros de seu rosto e ter um potencial de 100 Watts.

Conclusão:

  • O LED é, sem dúvida, a melhor criação já feita até hoje, mas também precisa ser utilizada corretamente, para que você possa aproveitar todo o seu potencial.
  • Mas, você não precisa ficar com medo dele. É preciso apenas seguir pequenas regras e colocar tudo corretamente. A lâmpada LED é uma boa aliada tanto na decoração como economia de energia.
  • Afinal, já foi dito e reforçado aqui várias vezes: esse tipo de lâmpada tem o poder de reduzir o valor da conta de luz, e representa uma grande economia, pois você terá de trocar uma lâmpada queimada ou quebrada em menos quantidades.

Agora, o que está esperando? Que tal montar o seu projeto e contar conosco? Acertar na escolha da lâmpada pode fazer a diferença em seu local de trabalho ou diversão.

Estamos sempre aqui, prestes a lhe ajudar. Basta entrar em contato conosco e deixar suas sugestões ou dúvidas. Afinal, estamos aqui também para aprender com vocês um pouco mais.

Independente de seu uso, se trata de um produto de alta qualidade e que pode resolver problemas com gasto de energia facilmente, além de iluminar com muita qualidade.