LED Planet Importadora

Lúmens e Watts: como escolher corretamente lâmpadas econômicas LED?

A lâmpada LED equivale e até supera as antigas com muito mais qualidade. Conheça as características para trocar sua iluminação por lâmpadas econômicas.

Do fluxo luminoso à potência, como escolher sua lâmpada?

Com a saída das lâmpadas incandescentes do mercado, a busca por novas alternativas se tornou essencial, mas também trouxe uma preocupação ao consumidor: como substituir a iluminação antiga corretamente? As especificações técnicas podem assustar, mas são bastante simples.

O primeiro passo da troca é definir qual lâmpada será utilizada. Os tipos de lâmpadas mais comuns atualmente são a fluorescente e a LED, cada uma com características diferentes.

Lúmens e Watts: como escolher corretamente lâmpadas econômicas LED?

Juntamente com suas particularidades, elas carregam uma informação bastante importante que deve ser observada na hora da compra: a sua potência.

Lúmens e Watts

O Lúmen é a quantidade de luz emitida por uma lâmpada em todas as direções, também chamada de fluxo luminoso, ou seja, o quanto uma lâmpada ilumina um ambiente. Quanto maior esse número, mais luz a lâmpada emite.

Já o Watt, mais conhecido pelo público em geral e também chamado de potência, simplesmente diz respeito ao consumo de energia, mas não tem nada a ver com a emissão de luz, inclusive, é possível encontrar o consumo em watts de qualquer aparelho eletrônico, mesmo que ele não emita nenhuma luminosidade.

Apesar de serem características separadas, elas andam juntas quando o assunto é iluminação. Uma boa lâmpada irá iluminar bem consumindo pouca energia, ou seja, terá uma alta taxa de lúmens e um baixo valor de watts.

Nesse caso, a unidade que mede sua eficiência luminosa, ou rendimento luminoso, é expresso em lm/w, ou seja, lúmens/watts. Esse valor indica quantos lúmens uma lâmpada produz a cada watt de energia que ela consome. O ideal é sempre identificar esse número e optar pela lâmpada que emitir maior quantidade de lúmens consumindo a menor quantidade de energia.

Veja Também:  Entrevista de Flávio Casemiro sobre retrofit do LED

Se essa informação não estiver disponível no produto é fácil obtê-la dividindo o número de lúmens pelo número de watts. O resultado será o rendimento luminoso.

Escolhendo a lâmpada

As lâmpadas incandescentes consomem muito mais watts e emitem muito menos luz, justamente porque boa parte dessa energia que ela consome se torna calor e não iluminação.

Já as fluorescentes têm rendimento bem melhor, mas também gastam boa parte da energia que consomem gerando calor e alimentando o reator que as mantém acesas.

O LED, por sua vez, não possui reator e não gera calor, por isso seu consumo é mais baixo e toda a energia consumida é transformada em luz.

Equivalência da lâmpada LED

Para ter uma ideia exata de como substituir a lâmpada, observe tanto o valor de lúmens quanto o de watts e opte por aquela que consuma menos energia (menor valor de watts), mas que tenha uma quantidade de lúmens adequado ao que você precisa.

Naturalmente, lâmpadas que geram mais lúmens consumirão uma quantidade maior de energia, mas busque sempre se orientar pelo seu fluxo luminoso e não só pelo consumo que sempre será baixo nas lâmpadas LED.

Se você está habituado a comprar lâmpadas pela potência em watts, como no caso das lâmpadas incandescentes, verifique uma comparação de emissão de lúmens na tabela abaixo:

Comparativo de consumo

Na hora de escolher lâmpadas econômicas LED, não esqueça de observar esses detalhes e a qualidade do produto que você está adquirindo.

Compartilhe:

Postagens relacionadas:

24 respostas

  1. instalei luminárias LED de embutir mas estão dando interferencia na TV quando ligo o interruptor. O que posso fazer?

    1. Olá Vania! As lâmpadas de LED, desde as menores e mais simples até as mais robustas, não geram qualquer tipo de interferência na rede elétrica ou em outros equipamentos próximos. É natural que alguns equipamentos pesados, como aqueles que possuem motor, gerem essa interferência por conta de seu funcionamento, mas esse não é o caso do LED que apenas consome pouca energia, sendo assim, é bastante provável que haja algum problema relacionado à sua rede elétrica. Se as luminárias LED foram instaladas recentemente, procure certificar-se de que a instalação foi feita corretamente sem deixar fios expostos ou mal conectados. O ideal seria chamar um técnico eletricista para fazer testes e verificar também se os cabos que passam em sua casa têm a espessura e o comprimento recomendado. Em último caso, considere analisar se há algum defeito na luminária LED, mas isso é bastante incomum por se tratar de um equipamento que consome pouca carga. Esperamos ter te ajudado e estamos a disposição!

  2. Só gostaria de corrigir um ponto:

    Lâmpadas de LED geram calor sim! Muito menos que as incandescentes e fluorescentes, mas nenhuma conversão de energia é perfeita. Sendo assim, o rendimento da lâmpada de LED é maior, porém é 100/100.

    1. Olá Vinícius, tudo bem? Obrigado pelo seu comentário! Na realidade, a luz emitida pelo LED não possui raios IR (infravermelho), por isso, o facho de luz não possui qualquer calor. O que pode acontecer com algumas lâmpadas é que, por conta da conversão de energia, elas liberam algum calor que é dissipado em seu próprio corpo. Isso significa que a lâmpada em si pode esquentar um pouco, mas a luz não esquenta o ambiente. Por isso é importante que a lâmpada tenha uma boa dissipação para que esse calor gerado não danifique os componentes.

  3. Não consegui usar o botão “Responder”, por isso estou usando outro comentário.

    Considerando o LED, eu sei que a luz emitida por ele não carrega energia térmica em si, porém no texto está dizendo que o LED não gera calor, o que pode levar a uma interpretação errônea por parte do consumidor.
    No caso do meu comentário, eu estava falando justamente da conversão energia elétrica -> energia química -> energia luminosa, que acontece dentro do LED e que não se dá em 100%. Ou seja, o texto informa que “toda a energia consumida é transformada em luz” o que não está correto, mesmo que a luz do LED não transmita calor.

    1. Olá José, obrigado pelo seu comentário. É importante sempre verificar o grau de proteção de cada equipamento na hora da compra. Os refletores da LED Planet possuem o grau IP65, que indica resistência à chuva, já que são produzidos com vedação adequada para este fim, porém, o IP65 não garante a imersão na água, apenas jatos de água (como na chuva), por isso, é sempre importante buscar o produto adequado para sua aplicação. Se quiser saber mais sobre o índice de proteção, pode ler nosso outro artigo clicando aqui e se tiver mais dúvidas, estamos sempre à disposição.

  4. Muito obrigado, faz dias que quero compra uma LED pra minha moto, mais não sabia a melhor, agora seu escolher muito obrigado pelo comentário, tava olhando vcs respondem na hora.. estão de parabéns…

    1. Olá Dayana! Primeiramente obrigado pelo seu comentário, será sempre um prazer sanar suas dúvidas.

      Acreditamos que o que você deseja saber é qual tem mais eficiência luminosa (a que iluminará mais), existe um para isso que é a multiplicação do Watts X Lúmens por Watts. Digamos que a lâmpada de 15W possua 20 Lúmens por Watts dando um total de 300 Lúmens, caso a lâmpada de 30W possua 10 Lúmens por Watts ela também teria 300 Lúmens. Sendo assim, a iluminação seria igual.

      Agora se a lâmpada LED de 30 Watts também tivesse 20 Lúmens por Watts, com toda certeza a iluminação dela seria maior, pois sua luminosidade seria 600 Lúmens.

      Todas essas informações são obrigatórias conter nas embalagens dos produtos LED, é uma norma do próprio INMETRO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *